O HOMEM DOS SONHOS, protagonizado por Nicolas Cage, estreia em 28 de março


Nicolas Cage está invadindo o sonho de todas as pessoas na comédia de terror O HOMEM DOS SONHOS, que tem produção de Ari Aster (diretor de Hereditário, Midsommar), para a A24, e chega aos cinemas brasileiros em 28 de março com distribuição da Califórnia Filmes.

Com roteiro e direção de Kristoffer Borgli (‘Doente de Mim Mesma’), o filme é protagonizado por Paul Matthews (Cage), um homem comum, com uma vida banal que, misteriosamente, começa a aparecer nos sonhos de pessoas que ele nem conhece. Logo, esses sonhos se tornam pesadelos, e ele precisa aprender a lidar com essa nova fama. O longa combina elementos de comédia ácida e de terror – algo que é marca registrada da A24 – para contar a história deste homem que de repente se vê em uma situação bastante atípica.

Fazendo sua estreia em língua inglesa, o norueguês Borgli acompanha a ascensão e a queda dos 15 minutos de fama de um homem com um destino inusitado. “Eu vejo a ficção como um lugar para investigar aspectos sombrios ou disfuncionais da vida moderna. Há uma tendência muito humana de focar no espaço negativo tudo o que sentimos que está faltando, mesmo quando aparentemente temos tudo. Nós nos tornamos miseráveis na ausência de algum potencial inventado.”

Cage, que já apareceu em mais de 100 filmes, destacou que esse foi um dos melhores roteiros que leu nos últimos anos. “Francamente, penso que é minha melhor atuação e provavelmente o melhor filme que já fiz”, apontou o ator que está quase irreconhecível nesse personagem. “O HOMEM DOS SONHOS me deu um bom motivo para continuar procurando cineastas jovens e talentosos, e não apenas esperar que os grandes nomes consagrados que todos conhecemos venham até mim.”

O ator também disse que reconheceu muito de si mesmo no personagem, ao ler o roteiro, e, por isso, não tinha como não aceitar fazer esse filme. “Senti que tinha experiência de vida para interpretar esse personagem, em termos de ser alguém que está sob os olhos do público e que teve uma ascensão e queda, da mesma maneira que as pessoas me veem. As pessoas pensam que sabem muitas coisas sobre mim, e o papel foi uma grande oportunidade para onde levar essas memórias, experiências e sentimentos.”

Paul é um homem que nunca recebeu muita atenção em sua vida, por isso, é algo empolgante quando as pessoas começam a procurá-lo, mas a mulher dele, interpretada por Julianne Nicholson, desconfia que a história não acabará bem. 

Ele é a última pessoa no mundo com quem você imaginaria todos sonhando”, diz Cage. “Ele não é Adônis. Ele não é uma estrela do rock. Ele não é um herói do futebol - ele é apenas um desleixado, embora inteligente, o tipo de cara comum para quem as pessoas não olhariam duas vezes.”

Quando a fala de Paul chega a níveis internacionais, dois executivos (interpretados por Michael Cera e Kate Berlant) tentam capitalizar as ações de Paul, transformando o personagem numa marca.

Para Cage, participar de O HOMEM DOS SONHOS foi a oportunidade de fazer algo diferente e original. “Isso parecia totalmente novo, não apenas em termos do meu personagem, mas a história em si, porque estou andando dentro da mente de Kristoffer Borgli, e estou fazendo algo que não tem categoria no cinema. Por isso que foi tão importante fazer este filme.”

A revista Variety elogiou o filme e questionou “isso é uma fantasia? Uma fábula? Um novo tipo de filme de terror? Na verdade, O HOMEM DOS SONHOS é tudo isso e mais um pouco, pois também compartilha um certo DNA pós-moderno com dois dos filmes mais inovadores de Cage, Adaptação e O Peso do Talento”.

Já a Indiewire aponta que “O HOMEM DOS SONHOS é simplesmente a melhor comédia do gênero absurdo desde Anomalisa (a conexão de Kaufman sendo ainda mais cimentada por uma atuação de Cage que parece ter nascido da sobreposição de seus dois personagens de adaptação um sobre o outro.”

O HOMEM DOS SONHOS será lançado no Brasil pela Califórnia Filmes. 


Sinopse

Um infeliz pai de família vê sua vida virar de cabeça para baixo quando milhões de estranhos começam a vê-lo em seus sonhos. Quando suas aparições noturnas tomam um rumo de pesadelo, Paul é forçado a lidar com seu novo estrelato.


Ficha Técnica

Direção: Kristoffer Borgli 

Roteiro: Kristoffer Borgli 

Gênero: comédia, terror

País: EUA 

Ano: 2023

Duração: 102 min.

Nenhum comentário:

Festival de Cinema Brasileiro de Paris anuncia programação completa de sua 26ª edição

"Nas Ondas de Dorival Caymmi", "Barravento", "Nosso Sonho" e "Meu Nome É Gal".  O Festival de Cinema...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba