Canal Brasil faz homenagem a Glória Pires e Tony Ramos

A atriz completa 60 anos nesta quarta e o ator comemora 75 na sexta



                      Glória Pires em “Índia, a Filha do Brasil” e Tony Ramos em “Chico Xavier”. Fotos: Divulgação

O Canal Brasil homenageia dois grandes nomes do cinema e da teledramaturgia brasileira durante a programação desta semana. Para celebrar os aniversários de 60 anos de Glória Pires e de 75 anos de Tony Ramos, serão exibidas duas mostras especiais com algumas das produções que marcaram as carreiras da dupla a partir da madrugada de quinta (24) para sexta-feira (25). Para abrir as comemorações, será exibido “Índia, a Filha do Sol”, protagonizado por Glória, à 0h30. Já a noite de sexta é dedicada ao ator, com o longa “Chico Xavier”, que vai ao ar às 20h25. A homenagem continua até segunda-feira (28) com os filmes “Pequeno Dicionário Amoroso”, “Lula, o Filho do Brasil”, “O Quatrilho” e “Flores Raras”, que contam com Glória no elenco e vão ao ar sempre à 0h30.

Em “Índia, a Filha do Sol”, de Fábio Barreto, Glória vive a índia Put’Koi, que se apaixona pelo cabo do Exército Silvério (Nuno Leal Maia) e tem um destino trágico. O filme foi selecionado para a Quinzena dos Realizadores, no Festival de Cannes, e recebeu Menção Honrosa e o Prêmio Especial da Juventude Comunista no Festival de Havana. “Pequeno Dicionário Amoroso” conta a história do reencontro de Luíza (Andréa Beltrão) e Gabriel (Daniel Dantas). No longa, Glória interpreta Bel, ex-namorada do protagonista, com quem tem uma filha, Alice (Fernanda Vasconcelos).

Dirigida por Fábio Barreto, “Lula, o Filho do Brasil” é a cinebiografia do presidente e conta com Glória Pires no papel Dona Lindu, mãe do personagem principal. “O Quatrilho”, mais uma obra de Fábio Barreto, traz a atriz como Pierina, uma das protagonistas, e foi indicada ao Oscar de melhor filme em língua estrangeira. Em “Flores Raras”, de Bruno Barreto, Glória interpreta a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares, que vive uma trágica história de amor com a poeta americana Elizabeth Bishop (Miranda Otto).

Com direção de Daniel Filho, “Chico Xavier” conta a história do médium brasileiro. Tony Ramos vive o diretor de televisão Orlando, um ateu que conhece Chico durante sua participação no programa de TV “Pinga-Fogo” para falar sobre o espiritismo e sua trajetória de vida. 

Glória começou sua carreira na televisão aos oito anos, na novela "A Pequena Órfã" e a partir daí atuou em mais de 40 novelas e minisséries, 20 filmes e já ganhou mais de 35 prêmios, o mais recente deles como Melhor Atriz no Festival de Gramado de 2021, pelo filme "A Suspeita". Já Tony, iniciou a carreira atuando na TV Tupi aos 16 anos, desde então, participou de mais de 80 novelas e 17 filmes. Ao longo da carreira, conquistou dois prêmios Grande Otelo pelos papéis em “Getúlio” (2014) e “Se Eu Fosse Você 2” (2009) e um Kikito no Festival de Gramado pela atuação em “Bufo & Spallanzani” (2001). Atualmente, a dupla está no ar na novela das 21h da TV Globo "Terra e Paixão", como Irene e Antônio La Selva.


Mostra Glória Pires 60 anos
Horário: Quinta (24/08) a segunda (28/08), à 0h30

Índia, a Filha do Sol (1982) (95’)
Horário: Madrugada de quinta (24/08) para sexta (25/08), à 0h30
Classificação: 16 anos
Direção: Fábio Barreto
Sinopse: Nuno Leal Maia interpreta um cabo do Exército Silveiro que é encarregado de resolver determinadas irregularidades em um garimpo, em Goiás. Lá, uma índia da região, Put'Koi (Glória Pires), se apaixona por ele e eles vivem um grande amor. No entanto, um trágico destino a aguarda, pois a cobiça do soldado para ficar com as pedras preciosas podem atrapalhar o romance.

Pequeno Dicionário Amoroso (1996) (91’)
Horário: Madrugada de sexta (25/08) para sábado (26/08), à 0h30
Classificação: Livre
Direção: Sandra Werneck
Sinopse: Luíza e Gabriel se conhecem por acaso. O filme revela a paixão do casal por meio de um dicionário amoroso: de atração à separação, passando por coincidências, jogo e revanche.

Lula, o Filho do Brasil (2009) (131’)
Horário: Madrugada de sábado (26/08) para domingo (27/08), à 0h30
Classificação: 12 anos
Direção: Fábio Barreto
Sinopse: Cinebiografia do presidente Lula, um dos homens mais populares e controversos da história do país. O longa narra sua trajetória pessoal e profissional, do nascimento até se tornar líder sindical.

O Quatrilho (1995) (121’)
Horário: Madrugada de domingo (27/08) para segunda (28/08), à 0h30
Classificação: Livre
Direção: Fábio Barreto
Sinopse: Celebra-se o casamento de Ângelo e Teresa. Com o passar do tempo, porém, Teresa desencanta-se. Mássimo chega ao povoado e, quando a encontra, não consegue esconder a imediata atração que sente. Indicado ao Oscar de melhor filme em língua estrangeira.

Flores Raras (2013) (118’)
[Mostra Glória Pires]
Horário: Madrugada de segunda (28/08) para terça (29/09), à 0h30
Classificação: 14 anos
Direção: Bruno Barreto
Sinopse: Crônica da trágica história de amor entre a poeta americana Elizabeth Bishop e a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares.

Mostra Tony Ramos 75 anos 
Horário: Sexta (25/08), a partir de 20h25

Chico Xavier (2010) (124’)
Horário: Sexta, 25/08, às 20h25
Classificação: Livre
Direção: Daniel Filho
Sinopse: Desde criança, Chico Xavier ouvia vozes e via pessoas que já tinham falecido. Seus relatos eram sempre desacreditados, sob a justificativa que eram sua imaginação ou obra do demônio. Ao crescer, ele passa a usar seu dom para psicografar cartas. Logo se torna um ícone em sua cidade natal, despertando a ira do novo padre e acusações de ser uma fraude.

Nenhum comentário:

Festival de Cinema Brasileiro de Paris anuncia programação completa de sua 26ª edição

"Nas Ondas de Dorival Caymmi", "Barravento", "Nosso Sonho" e "Meu Nome É Gal".  O Festival de Cinema...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba