Canal Brasil exibe mostra em homenagem aos 95 anos de Luiz Carlos Barreto

O Canal Brasil preparou uma homenagem especial ao diretor, produtor e fotógrafo Luiz Carlos Barreto, que completa 95 anos no dia 20 de maio. A partir desta sexta, dia 19, até segunda-feira, dia 29, sempre às 23h30, serão exibidos oito filmes que marcaram a vida e a obra de Barreto: "Barretão, o Filme", "João, O Maestro", "Bossa Nova", "O Que É Isso, Companheiro?", "O Quatrilho", "Bye Bye Brasil", "Dona Flor e Seus Dois Maridos" e "Terra em Transe". 

Barretão, como é conhecido, é um dos maiores produtores cinematográficos do Brasil e começou no cinema em 1961, como coautor de "Assalto ao Trem Pagador", de Roberto Farias. De lá pra cá já foram mais de setenta filmes, entre curtas e longa-metragens. Junto com a sua esposa, Lucy Barreto, recebeu o Troféu Oscarito, prêmio mais importante do Festival de Cinema de Gramado, no ano de 1999.

 

O primeiro filme da mostra é "Barretão, o Filme", produzido por André Saddy e dirigido por Marcelo Santiago, que também assina o roteiro junto com o jornalista Geneton Moraes Neto (1956-2016). Narrado em primeira pessoa e com direção de fotografia de Walter Carvalho, o documentário revela a trajetória artística e política do produtor, que se confunde com a história do Brasil. O longa é uma coprodução do Canal Brasil, Clariô Filmes e Globo Filmes.

 

No dia 20, será exibido "João, O Maestro", de Mauro Lima e produzido por Luiz Carlos Barreto, sobre a vida do maestro João Carlos Martins, considerado prodígio desde criança, que desenvolveu seus talentos e se tornou mundialmente conhecido. A comédia romântica "Bossa Nova" vai ao ar no domingo, dia 21, com produção de Barretão e direção de seu filho, Bruno Barreto. No dia seguinte, o longa "O Que É Isso, Companheiro?", também dirigido por Bruno e produzido por seu pai, traz a história verdadeira sobre o sequestro do embaixador americano no Brasil, Charles Burke Elbrick, em 1969, por grupos de esquerda contrários ao regime militar brasileiro.

 

No dia 26, entra na grade a obra "O Quatrilho", de Fábio Barreto, saudoso filho do produtor, baseada no livro homônimo de José Clemente Pozenato. Produzido por Luiz Carlos Barreto, o filme foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 1996. "Bye Bye Brasil", de Cacá Diegues, que conta a história da Caravana Rolidei, companhia de teatro independente que cruza a Amazônia até Brasília levando os espetáculos a pessoas mais humildes, também está na lista. Outra produção marcante de Barretão, o filme chega no sábado, dia 27, à programação especial.

 

Para fechar a mostra, serão exibidos outras duas produções de Luiz Carlos Barreto. "Dona Flor e Seus Dois Maridos", dirigido por Bruno Barreto e adaptado do livro homônimo de Jorge Amado e "Terra em Transe", de Glauber Rocha poderão ser vistos nos dias 28 e 29 de maio, respectivamente. "Dona Flor" foi, durante anos, o maior público do cinema brasileiro e “Terra em Transe” entrou na lista da Abraccine dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.

 

 

Barretão, O Filme (2021) (86’)

Horário: Sexta, 19/05, às 23h30

Classificação: 14 anos

Direção: Marcelo Santiago

Sinopse: Um relato sobre como futebol, cinema, fotojornalismo e a intimidade com o poder podem se reunir em uma figura protagonista da história brasileira: Luiz Carlos Barreto, mais conhecido como Barretão. 

 

João, O Maestro (2017) (98')

Horário: Sábado, 20/05, às 23h30

Classificação: 14 anos

Direção: Mauro Lima

Sinopse: Quando criança, João Carlos Martins foi considerado um prodígio do piano. Aos poucos, sua fama ganhou os noticiários e levou o músico brasileiro à Europa e a outros países da América do Sul. Estabelecido como pianista de sucesso, na fase adulta, sofre um acidente que prejudica o movimento da mão direita. João tenta se restabelecer e, enquanto isso, apresenta-se em concertos usando uma mão só. No entanto, um segundo acidente retira os movimentos da mão esquerda, o que faz com que ele, mais uma vez, tenha que se reinventar.

 

Bossa Nova (2000) (95')

Horário: Domingo, 21/05, às 23h30

Classificação: 12 anos

Direção: Bruno Barreto

Sinopse: A ex-aeromoça Mary Ann Simpson mora no Rio de Janeiro desde que seu marido faleceu, dando aulas em um curso de inglês. Em seu trabalho, ela lida com vários alunos, como o craque de futebol do Flamengo e da Seleção Brasileira Acácio e o advogado Pedro Paulo, ambos apaixonados por ela. Começa, então, uma ciranda amorosa entre os personagens, agitada por diversos equívocos culturais e linguísticos.

 

O Que é Isso, Companheiro? (1997) (110')

Horário: Segunda, 22/05, às 23h30

Classificação: 16 anos

Direção: Bruno Barreto

Sinopse: O jornalista Fernando (Pedro Cardoso) e seu amigo César (Selton Mello) abraçam a luta armada contra a ditadura militar no final da década de 60. Os dois se alistam num grupo guerrilheiro de esquerda e, em uma das ações, César é ferido e capturado pelos militares. Fernando então planeja o sequestro do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Charles Burke Elbrick (Alan Arkin), para negociar a liberdade de César e de outros companheiros presos.

 

O Quatrilho (1995) (121’)

Horário: Sexta, 26/05, às 23h30

Classificação: Livre

Direção: Fábio Barreto

Sinopse: Celebra-se o casamento de Ângelo e Teresa. Com o passar do tempo, porém, Teresa desencanta-se. Mássimo chega ao povoado e, quando a encontra, não consegue esconder a imediata atração que sente. Indicado ao Oscar de melhor filme em língua estrangeira.

 

Bye Bye Brasil (1976) (112’)

Horário: Sábado, 27/05, às 23h30

Classificação: 18 anos

Direção:  Cacá Diegues

Sinopse: Uma trupe de artistas ambulantes viaja pelo interior do Brasil. Um caminhão transporta a Caravana Rolidei e suas atrações: Salomé, a dançarina; Lorde Cigano, o mágico e Andorinha, o Rei dos Músculos.

 

Dona Flor e Seus Dois Maridos (1976) (117’)

Horário: Domingo, 28/05, às 23h30

Classificação: 18 anos

Direção: Bruno Barreto

Sinopse: Durante o carnaval baiano, Vadinho morre e sua mulher fica inconsolável. Após um tempo, ela se casa novamente. Porém, a monotonia conjugal faz com que Dona Flor invoque a presença do falecido marido.

 

Terra em Transe (1967) (118’)

Horário: Segunda, 29/05, às 23h30

Classificação: 14 anos

Direção: Glauber Rocha

Sinopse: País fictício da América Latina, Eldorado é palco de uma convulsão interna desencadeada pela luta em busca do poder. No centro dos acontecimentos, está o cínico jornalista Paulo Martins.

Nenhum comentário:

Festival de Cinema Brasileiro de Paris anuncia programação completa de sua 26ª edição

"Nas Ondas de Dorival Caymmi", "Barravento", "Nosso Sonho" e "Meu Nome É Gal".  O Festival de Cinema...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba