INOVAR É UM PARTO, de Patricia Travassos, será lançado dia 19 de novembro, Dia do Empreendedorismo Feminino, na Globonews


Conhecida por seus documentários de impacto social, em INOVAR É UM PARTO, a jornalista e cineasta Patricia Travassos reúne duas das principais vertentes do seu trabalho: o empreendedorismo e a inovação. Produzido pela Prosa Press Produções, o filme tem pré-estreia marcada para o dia 16 de novembro, e, estreia dia 19 de novembro na Globonews. 

O documentário apresenta empreendedoras que fundaram startups e estão fazendo a diferença para a sociedade, combatendo tabus, disseminando informações e transformando comportamentos. São plataformas digitais contra a insegurança alimentar, a violência doméstica, a pobreza menstrual e o preconceito racial. As soluções criadas pelas personagens do filme buscam ainda a inclusão digital, a saúde mental e a representatividade, além de focar na sexualidade e no prazer feminino. 

“Quando eu abri a minha empresa para criar conteúdo independente, o primeiro tema no qual eu mergulhei foi o fenômeno das mães empreendedoras. A pesquisa virou uma série especial para as TVs Globo e Globonews e, depois, um livro (Minha mãe é um negócio / Editora Saraiva). Um projeto foi puxando outro e, ao longo desses 10 anos de história, a gente percebeu que as novas tecnologias estavam transformando o nosso jeito de viver. Foi quando nós adotamos a inovação como o Norte das nossas histórias”, explica Patricia. 

O filme surge para investigar o porquê de uma discrepância real do Brasil: as mulheres são maioria entre os empreendedores de novos negócios no país, mas quando o assunto é a nova economia e os negócios de base tecnológica, menos de 5% das startups têm uma mulher entre os fundadores. 

Desde a publicação de seu livro, quase dez anos atrás, a diretora mantém contato com algumas das mulheres que se tornaram grandes lideranças em comunidades de empreendedorismo. “Acompanhei, por exemplo, o crescimento da B2Mamy que hoje conecta uma rede de 50 mil mulheres lideradas pela Dani Junco. Também venho desenvolvendo contato com outros hubs de inovação como o Sebrae e a ABStartups... E toda essa rede é muito receptiva a novas ideias. Então, quando propus fazer um documentário que retratasse histórias de mulheres que usam a tecnologia, todos ofereceram ajuda e uma lista enorme de empreendedoras incríveis.” 

Ao encontrar diversas mulheres empreendedoras, cujo trabalho e criações têm enorme importância social, a cineasta decidiu fazer um recorte para o documentário, optando por retratar startups de impacto que entendem a tecnologia como grande aliada dos negócios femininos como ferramenta para escalar propósitos capazes de melhorar o mundo onde vivemos. 

“Podemos mostrar realidade aumentada, inteligências artificiais, grandes tendências em bits e bytes, mas a grande tecnologia aqui é social. A tecnologia mais surpreendente que o filme mostra é a própria mulher”, completa Patricia que propõe um documentário revelador de um movimento potente que convida qualquer mulher a participar e se inspirar. A comunidade de empreendedoras vem crescendo e se fortalecendo nessa última década no Brasil, acolhendo quem tem propósitos coletivos. Sem propósito, não existe tecnologia que nos salve!” 

Ao reunir os desafios, a força e a capacidade de sonhar das personagens, INOVAR É UM PARTO mostra um empreendedorismo feminino ativista, que exige transformações profundas. “Seja para empreender ou para atravessar o Atlântico, para realizarmos uma travessia, é preciso mergulhar de cabeça, acreditar no objetivo que queremos alcançar, mesmo que precisemos desviar o caminho e dar passos para trás até conseguir avançar. Pode parecer uma tarefa solitária, mas quando nos conectamos em redes, a experiência fica no mínimo mais prazerosa e motivadora. Foi lindo perceber que eu também, como empreendedora, faço parte dessa comunidade formada por mulheres que me inspiram e me emocionam tanto”, conclui Patricia.

 

Sinopse

O documentário “Inovar é um parto”, dirigido por Patricia Travassos, reúne empreendedoras que fundaram startups e conseguiram escalar propósito. São plataformas digitais que combatem a insegurança alimentar, a violência doméstica, a pobreza menstrual e o preconceito racial. As soluções que elas criaram buscam ainda a inclusão digital, a saúde mental e a representatividade, além de focar na sexualidade e no prazer feminino.

Empreender com foco em problemas menosprezados pela sociedade transforma essas fundadoras de startups em ativistas que trabalham para curar nossas maiores dores, mergulhando num verdadeiro “oceano azul”. No mundo dos negócios, esse é um jargão que sugere “um mar de oportunidades”, com pouca concorrência e grandes desafios. Por isto, quem conduz a narrativa do filme é a navegadora Tamara Klink – a mais jovem brasileira a cruzar o Atlântico sozinha num veleiro.  Com uma linguagem poética, ela compartilha as emoções que viveu durante a travessia: solidão, insegurança e coragem, em sintonia total com a jornada empreendedora.

Reunir todas essas personagens num filme resulta no retrato de um movimento potente, formado por uma rede de mulheres fortes, lindamente conectadas. Uma verdadeira revolução para a sociedade brasileira. 

Ficha Técnica

Direção: Patricia Travassos

Produção executiva: Clóvis Travassos

Direção de Fotografia: Thais Taverna

Trilha Sonora Original e Canção “Perto de mim”: Bibi Cavalcante

Nenhum comentário:

Lifetime Movies exibe programação especial de quatro dias em comemoração ao Dia Internacional do Livro

LIVROS, CÂMERA, AÇÃO! apresenta produções inspiradas em sucessos literários a partir do dia 23/4 O Jardim dos Esquecidos ESPECIAL DIA INTER...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba