Mais uma edição do Russian Film Festival chega ao Brasil



 

De 23 a 26 de junho, em São Paulo, no Petra Belas Artes, acontece a nova edição Russian Film Festival – Volta ao Mundo. Este é o terceiro ano consecutivo do evento no Brasil, mas pela primeira vez, o público poderá assistir aos filmes no cinema.

 

A programação inclui três longas-metragens dirigidos por mulheres e um documentário sobre o grande cineasta russo Andrei Tarkovsky, cujo 90º aniversário será celebrado neste ano.

 

Os filmes serão exibidos em russo com legendas em português.

 


 

O público brasileiro conhecerá ainda mais de perto o trabalho das diretoras russas. Em 2021, quando o Russian Film Festival foi realizado online no Brasil, segundo os resultados do festival, os filmes mais vistos foram dirigidos por mulheres. A escolha desses filmes para o programa do RFF no Brasil e o interesse do público local por eles não é acidental: na América Latina, o tema da liderança feminina é muito relevante: há alguns anos, a região é famosa pelo maior número das mulheres na política; e as mulheres também são bastante ativas em outras áreas de atividades sociais e culturais.

 

Programação do Russian Film Festival – Volta ao Mundo:

 

- “Um fôlego” (dirigido por Elena Khazanova, 2020) é um drama esportivo baseado na história de vida da “rainha do mergulho livre” Natália Moltchanova. Ela começou a praticar esse esporte radical apenas aos 40 anos, conseguiu estabelecer mais de 40 recordes mundiais, se tornou multicampeã mundial, e fundou a Federação de Freediving na Rússia. Este é o primeiro longa-metragem russo rodado em alto-mar a uma profundidade de 100 metros.

 

- “Quero casar” (dirigido por Sonya Karpunina, 2022) é uma comédia romântica sobre uma jornalista que tem tudo conforme o planejado: um trabalho de apresentadora na TV, um noivo rico e bem-sucedido. Porém, o plano se arruína quando um encontro casual desencadeia uma série de eventos que mudam completamente sua vida,

 

- “A Primeira Neve” (dirigido por Natália Konchalovskaya, 2021) é uma tragicomédia sobre a relação entre mãe e filha. A obra levanta questões filosóficas e sociais relacionadas não se depender de ideias convencionais sobre o sucesso e felicidade. O filme é a estreia da filha do famoso diretor russo Andrei Konchalovsky, cujos filmes foram indicados ao Oscar três vezes.

 

- “Andrei Tarkovsky. O cinema como oração” (dirigido por Andrei Tarkovsky Filho, 2019) é um documentário sobre o grande cineasta russo Andrei Tarkovsky, que teve grande influência na cultura mundial. Esta é uma crônica inédita, na qual o mestre fala sobre arte, espiritualidade e busca criativa. No ano do 90º aniversário do realizador é uma boa oportunidade para redescobrir a sua obra. O filme foi exibido na 43ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo em 2019, e concorreu na Competição Novos Diretores (indicação de Melhor Filme), e também concorreu ao Prêmio de Melhor Documentário (Clássicos de Veneza) no 76º Festival de Cinema de Veneza.

 

O Russian Film Festival – Volta ao Mundo é organizado pela ROSKINO com o apoio do Ministério da Cultura da Federação Russa e do Comitê de Turismo de Moscou. O parceiro do festival é o portal de informações turísticas Discover Moscow.

 

Horários de exibições no cinema Petra Belas Artes:

 

Quinta-feira, 23 de junho

19h00 Andrei Tarkovsky. O cinema como oração

 

Sexta-feira, 24 de junho

19h00 “Um fôlego”

 

Sábado, 25 de junho

19h00 “A Primeira Neve”

 

Domingo, 26 de junho

19h00 “Quero casar”

 

Os ingressos para as exibições estão disponíveis na bilheteria do cinema Petra Belas Artes.


Nenhum comentário:

Crítica Filme “Minions 2: A Origem de Gru” por Rita Vaz

Estreia nesta quinta-feira, uma das animações mais esperadas do ano. “Minions 2: A Origem de Gru”, dirigida por Kyle Balda (Meu Malvado Favo...

Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba