GRAN PREMIO FANTLATAM ANUNCIA INDICADOS DE 2022

 

                                                                           Carro Rei


Zé Dumont - Ator Principal


 

“Para consagrar as relações entre os festivais das Américas, foi criado o GRAN PREMIO FANTLATAM que é outorgado anualmente com a finalidade de condecorar as melhores obras, diretores, roteiristas, atrizes e atores do ano anterior. A federação mantém encontros permanentes onde discute as interfaces do audiovisual na América Latina, conjunturas e perspectivas futuras”. É assim que define Monica Trigo, a brasileira presidente da FANTLATAM - Alianza Latinoamericana de Festivales de Cine Fantástico, que anuncia seus indicados na premiação deste ano, que acontecerá em 11 de junho, durante o 13o Cinefantasy – Festival de Cinema Fantástico.

 

Ao todo, 17 curtas e 14 longas, de diversos países da América Latina, concorrem aos prêmios, que também incluem as categorias roteiro, direção, ator e atriz. O Brasil tem representantes em todas as categorias: “Carro Rei”, de Renata Pinheiro, em filme, roteiro, direção e ator (Matheus Nachtergaele); “As Almas que Dançam no Escuro”, de Marcos de Brito, em filme, roteiro, direção e ator (Paulo Vespúcio); “Rosa Tirana”, de Rogério Sagui, em filme, direção, roteiro, atriz (Kiarah Rocha), e ator (José Dumont); e “Domina Nocturna”, de Larissa Anzoategui, em filme. 

 

Na categoria melhor curta, o Brasil concorre no GRAN PREMIO FANTLATAM com “Duas Coxinhas”, de Leo Miguel; “O Retrato do Mal”, de Márcia Deretti e Márcio Júnior; e “Rasga Mortalha”, de Thiago Martins de Melo; e Chacal de Marja Calafange.

 

O júri é formado por três profissionais do audiovisual com vasta experiência internacional elenca os melhores do ano anterior, e neste ano conta   com a participação do crítico e curador brasileiro Filippo Pitanga, o diretor e roteirista argentino Hernan Moyano, e da escritora e roteirista mexicana Sandra Becerril. 

 

“No presente, apocalipse virou documentário. Numa época de desmantelamento de políticas públicas voltadas para cultura e educação, é imprescindível colocarmos as distopias e sonhos nas telas, e contar as narrativas em olhares plurais”, explica o jurado brasileiro Pitanga.  

 

Ele também destaca a importância de um prêmio exclusivo para a fantasia, ficção-científica e horror, gêneros presentes, no entanto, se tornam mais valorosos do que nunca. “Os filmes conseguem pensar ainda mais mensagens, que são mais pungentes e com mais senso crítico”. Mercadologicamente, também os filmes desses gêneros têm feito enorme sucesso, destaca. 

 

Moyano concorda, e acrescenta sobre a importância para toda a América Latina das produções e festivais que destacam fantasia, horror e ficção-científica . “Com o surgimento de diferentes festivais de cinema dedicados ao fantástico, os cineastas começaram a se reunir e se organizar para realizar o que foi o germe do cinema moderno de gênero latino-americano. Com exceção de países como Brasil ou México, que já possuíam uma enorme tradição de cinema de gênero, os demais países construíram seu próprio caminho a partir desses encontros.”

 

O argentino também destaca que, na Europa, por exemplo, uma premiação como o GRAN PREMIO FANTLATAM é comum, e ele aguardava uma iniciativa parecida no nosso continente. “O surgimento da federação latino-americana Fantlatam foi uma das melhores notícias que os cineastas do gênero poderiam receber. E que essa aliança  além de organizar, divulgar e administrar, premia o trabalho dos cineastas em um prêmio exclusivo para o gênero, é algo maravilhoso e gera expectativa nas novas gerações de cineastas.”



 

FANTLATAM

 

Criada em 2019, para fortalecer as experiências cinematográficas de filmes fantásticos na América Latina, a aliança Fantlatam aponta que “a cultura – não só acadêmica, mas também, e fundamentalmente, cultura popular – é o que nos faz crescer e nos conscientizar. É o que nos protege do autoritarismo. É o que, a longo prazo, mudará nossas sociedades.” 

 

A presidente da aliança, Monica Trigo, destaca também que a Fantlatam possibilita a troca e circulação de obras. “Por exemplo, na 13ª edição do Cinefantasy exibiremos uma série de obras inéditas no Brasil, receberemos realizadores de 11 festivais que participarão de atividades formativas, debates e encontros. Essas ações são importantíssimas, sobretudo num momento pós pandêmico.” O festival acontece entre 6 e 12 de junho de forma presencial em São Paulo.

 

Abaixo a lista de indicados:

CURTAS

 

BESTIA (CHILE)

BOSQUE OSCURO (COLÔMBIA)

CHACAL (BRASIL

CONOCE AL MONSTRUO (ARGENTINA)

CONSUME (ARGENTINA)

DUAS COXINHAS (BRASIL) 

EL AGUA TE ARREPENTIRA (URUGUAI)

EL HILO NEGRO (ARGENTINA)

ESTANISLAO (PANAMÁ)

EXORCIZAMUS TE (CHILE)

HOMBRE DE NEÓN (PERU)

LABERINTO   (URUGUAI)

NATUS VINCERE (MÉXICO)

O RETRATO DO MAL (BRASIL)

RASGA MORTALHA (BRASIL)

SABATH LEGIÓN DE BRUJAS (COLÔMBIA)

SALPICON (MÉXICO)

 

LONGAS

AL TERCER DIA (ARGENTINA)

AS ALMAS QUE DANÇAM NO ESCURO (BRASIL)

BALADA PARA LOS NIÑOS MUERTOS (COLOMBIA)

CARRO REI (BRASIL)

CINEMA PSYCHO (CHILE)

DOMINA NOCTURA (BRASIL)

EXPIRA (MÉXICO)

LOS QUE VUELVEN (ARGENTINA)

MATAR AL DRAGON (ARGENTINA)

MUERTO CON GLORIA (URUGUAI)

NOCTURNA LADO A (ARGENTINA)

PUSSYCAKE (ARGENTINA)

ROSA TIRANA (BRASIL)

ZOMBIES EN EL CAÑAVERAL (ARGENTINA)

 

ROTEIRO

GONZALO CALZADA - NOCTURNA

MARCOS DE BRITO - AS ALMAS QUE DANÇAM NO ESCURO

PABLO SCHEMBRI - ZOMBIES EN EL CAÑAVERAL

PAULO SORIA / LISANDRO BERA / LAURA CASABÉ - LOS QUE VUELVEN

ROGÉRIO SAGUI - ROSA TIRANA

SEBASTIAN HERNANDEZ - BALADA PARA LOS NIÑOS MUERTOS (DOCUMENTAL)

SÉRGIO OLIVEIRA, RENATA PINHEIRO, LEO PYRATA - CARRO REI

 

DIREÇÃO

GONZALO CALZADA - NOCTURNA

JORGE NAVAS - BALADA PARA LOS NIÑOS MUERTOS

LAURA CASABÉ – LOS QUE VUELVEN

MARCOS DE BRITO - AS ALMAS QUE DANÇAM NO OSCURO

PABLO SCHEMBRI - ZOMBIES EN EL CAÑAVERAL

RENATA PINHEIRO - CARRO REI

ROGÉRIO SAGUI - ROSA TIRANA

 

ATOR

ALBERTO AJAKA - LOS QUE VUELVEN

JOSÉ DUMONT - ROSA TIRANA

LUIS MACHIN - MATAR AL DRAGON

MATHEUS NACHTERGAELE – CARRO REI

PABLO SCHWARZ - CINEMA PSYCHO

PAULO VESPÚCIO - AS ALMAS QUE DANÇAM NO ESCURO

PEPE SORIANO -  NOCTURNA

 

Kiarah Rocha

ATRIZ

JUSTINA BUSTOS - MATAR AL DRAGON

KIARAH ROCHA - ROSA TIRANA

MACA SUÁREZ - PUSSYCAKE

MARÍA SOLDI - LOS QUE VUELVEN

MARILU MARINI - NOCTURNA

MORO ANGHILERI - AL TERCER DIA

STEFANIA TORTORELLA – MUERTO CON GLORIA

Nenhum comentário:

"Coração de Neon" é aclamado pela crítica em Cannes como o "novo cinema popular brasileiro"

Produtores de cinema que estiveram na premiére do filme em Cannes, na França, enxergam a produção como ousada e inovadora, do enredo ao fina...