"Coração de Neon" estreia nos Estados Unidos já selecionado entre os melhores filmes do WorldFest Houston

 



O filme curitibano “Coração de Neon” desembarca em Houston, no Texas (EUA), nesta terça-feira (19), para sua estreia internacional durante o 55º WorldFest Houston. E o longa metragem já chega premiado ao festival, recebendo um Remi Award, reconhecimento dado apenas às melhores produções inscritas.
O WorldFest, que tem como vocação reconhecer e validar a excelência criativa na produção independente de filmes e vídeos, já trouxe à fama nomes como Steven Spielberg e Ang Lee. O evento recebe, anualmente, entre 4 mil a 5 mil inscrições. Porém apenas 10% a 15% delas são selecionadas para serem exibidas aos jurados e ao público.
Entre os selecionados, algumas são reconhecidas com o Remi Awards, pela pontuação que conquistam já na fase de seleção.
Em 2022, a escolha das produções foi ainda mais criteriosa. O WorldFest exibirá apenas entre 60 e 80 estreias de longas-metragens e mais de 130 curtas. Todos serão avaliados pelos jurados, que podem conceder desde o Remi Awards Prata, até o Remi Platinum, o mais alto reconhecimento do festival.
O WorldFest acontece anualmente em abril e este ano ocorrerá ao longo dos próximos 10 dias no Cinemark Memorial City, em Houston, no estado do Texas (EUA). A exibição do filme curitibano “Coração de Neon” será no dia 24 de abril.
A produção
“Coração de Neon” conta a história de Fernando, um jovem performer que ao lado de seu pai dirige um carro de mensagens, batizado de Coração de Neon. Eles sonham em levar o serviço para os Estados Unidos, mas uma mensagem que seria de amor acaba em tragédia depois de uma apresentação mal sucedida.
O longa metragem é produzido por Lucas Estevan Soares e Rhaissa Gonçalves e foi todo realizado inteiramente com recursos próprios. Também é uma produção 100% curitibana, com atores e serviços todos localizados em Curitiba (PR). Participaram dele, inclusive, a Polícia Militar do Paraná e a Urbs (empresa que administra o transporte coletivo na capital).
Dolby Atmos
Além da produção 100% local, “Coração de Neon” traz outro pioneirismo histórico para o cinema nacional. É a primeira produção brasileira a ser finalizada com som imersivo Dolby Atmos 9.1. A tecnologia permite que o espectador sinta-se dentro da cena. Diferente do surround, que trazia o som de forma horizontal, o Dolby Atmos envolve o espectador numa “bolha”, com o som vindo de todos os lados. É como estar dentro do filme, junto com os personagens.
O Brasil já possui cerca de 40 salas de cinema com a tecnologia Dolby Atmos. No entanto, apenas filmes estrangeiros exibidos no Brasil tinham esta tecnologia. “Coração de Neon”, que tem estreia nacional prevista para o fim de 2022, será o primeiro brasileiro com a tecnologia.

Nenhum comentário:

Crítica Filme Miss França por Rita Vaz

  Estreia nessa quinta-feira, a comédia dramática francesa “Miss França”, dirigida pelo ator e cineasta luso-francês Ruben Alves (Uma Famí...