Águas Selvagens, suspense policial com Mayana Neiva, Leona Cavalli e Roberto Birindelli, ganha trailer oficial


Com direção de Roly Santos e roteiro de Óscar Tabernise, Águas Selvagens é uma coprodução entre Brasil e Argentina e chega aos cinemas nacionais em 12 de maio de 2022. Do lado brasileiro, a produção é assinada por Rubens Gennaro e Virgínia Moraes, da Laz Audiovisual, empresa curitibana responsável por ‘Oriundi’ (2000), ‘Cafundó’ (2006) e ‘Anita e Garibaldi’ (2013). Na Argentina, a produção é assinada pela Cooperativa Romana Audiovisual, de Buenos Aires. A Imagem Filmes é a distribuidora responsável pelo lançamento do longa no Brasil e acaba de divulgar seu trailer oficial.

O filme conta a história de Lúcio Gualtieri (Roberto Birindelli), um ex-policial que aceita um trabalho como investigador para solucionar um crime na fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai. Enquanto lida com seus problemas pessoais, ele descobre uma organização criminosa atuando na região e se envolve em uma trama de assassinatos, prostituição e tráfico de pessoas. “O roteiro é argentino e conta a história de um policial em uma investigação na tríplice fronteira. Ao chegar, ele percebe que as pessoas e as relações são mais intensas por lá”, adiantou a produtora Virginia Moraes. Planejado em grande parte por mulheres, Águas Selvagens conta ainda com outros nomes femininos por trás da câmera, como Kelly Bill, Elisa Ratts e Beatriz, Isabel Gennaro, Kaliupe Sachet, Ana Rodacki e Andréia Tristão. “Não chega a ser uma bandeira, mas sim um movimento natural, que foi incorporado em harmonia [ao projeto]”, completou a produtora.

Falado em portugês e espanhol, Águas Selvagens reúne atores brasileiros, argentinos e uruguaios. Enquanto o protagonista é vivido por Roberto Birindelli, uruguaio radicado no Brasil, as atrizes brasileiras Mayana Neiva e Leona Cavalli também possuem grande destaque na produção. Entre os demais atores, estão os argentinos Juan Manuel Tellategui, Mario Paz, Daniel Valenzuela e Mausi Martinez, o uruguaio Nestor Nuñez e os brasileiros Allana Lopes, Luiz Guilherme, Hélio Cícero e Giuly Biancato.


Nenhum comentário:

"Coração de Neon" é aclamado pela crítica em Cannes como o "novo cinema popular brasileiro"

Produtores de cinema que estiveram na premiére do filme em Cannes, na França, enxergam a produção como ousada e inovadora, do enredo ao fina...