A ORDEM REINA de Fernanda Pessoa, estreia no Festival É Tudo Verdade

 


A ORDEM REINA, novo curta de diretora Fernanda Pessoa (“Histórias que nosso cinema (não) contava”, “Zona Árida”) fará sua estreia mundial na Competição de Curtas do Festival É Tudo Verdade, com sessões presenciais em São Paulo e no Rio de Janeiro no dia 03/04, domingo, e sessões online na plataforma do Itaú Cultural. A sessão em São Paulo contará com a presença da diretora.

Realizado com recursos do XI Concurso de Videoarte da Fundação Joaquim Nabuco, o filme é composto por imagens captadas em Super 8mm TRI-X (película preto e branco reversível) em sete países que passaram por experiências anticapitalistas ou revolucionárias no século passado: Burkina Faso, China, Cuba, Guiné-Bissau, Rússia, Sérvia e Vietnã. O texto “A Ordem Reina”, de Rosa Luxemburgo, na voz em off de Jules Elting, guia o filme, buscando uma reflexão sobre o momento político atual em que vivemos a partir de um texto escrito há mais de 100 anos.

Sinopse

A revolução está viva? Podemos imaginar alternativas para um mundo capitalista? O socialismo falhou? A Ordem Reina é uma viagem internacionalista (no tempo) por sete países que tiveram experiências revolucionárias no século 20, acompanhada por uma voz recitando o texto homônimo de Rosa Luxemburgo, escrito um dia antes de ser assassinada em 1919.

 

Nenhum comentário:

"Coração de Neon" é aclamado pela crítica em Cannes como o "novo cinema popular brasileiro"

Produtores de cinema que estiveram na premiére do filme em Cannes, na França, enxergam a produção como ousada e inovadora, do enredo ao fina...