MUBI lança publicação sobre cinema NOTEBOOK em versão impressa e limitada


A MUBI, serviço de streaming global, produtora e distribuidora de filmes, anuncia o lançamento da edição impressa e limitada, em Inglês, de sua publicação sobre cinema NOTEBOOK. A edição zero, For the Cinema to Come, estará disponível a partir de novembro. Em 2022, NOTEBOOK será publicada duas vezes ao ano, com a edição número 1 chegando no segundo trimestre.

A edição zero da revista terá tiragem limitada, disponível exclusivamente para assinantes MUBI. A publicação pode ser encomendada aqui, pelo valor de R$ 80,00 – incluindo envio para todo o mundo. Esta edição de NOTEBOOK virá com uma bolsa da MUBI, criada especialmente para o lançamento. O envio começará em meados de novembro.

A revista tem o objetivo de oferecer uma curadoria diversa de textos, fotografias, traduções originais e outros conteúdos únicos, para ressaltar o que torna o cinema excitante, comovente e relevante.  NOTEBOOK é uma vitrine para abordagens experimentais, reflexivas e surpreendentes sobre a cultura cinematográfica. Com um design avançado, traz escritores renomados, cineastas e artistas que estão na vanguarda do cinema internacional.

NOTEBOOK é editada por Daniel Kasman e traz editoriais diferenciados e exclusivos para a publicação online, lançada em 2007, quando a MUBI foi fundada. A revista é desenvolvida, desenhada e publicada internamente pela MUBI, com Davide Cazzaro como Gerente Editorial e de Publicação  e Pablo Martin, Diretor de Criação.
Os destaques da edição zero de NOTEBOOK incluem uma conversa intergeracional entre Mike Leigh e a diretora de Shiva Baby, Emma Seligman; uma masterclass apresentada por Apichatpong Weerasethakul, que leva os leitores a uma jornada de fotografia pessoal; e um debate entre Wes Anderson e a escritora e editora da The New Yorker, Susan Morrison, apresentando uma introdução original de Morrison. 

Outro conteúdo exclusivo da revista é um diálogo sobre como administrar cinemas de arte de forma independente e durante uma pandemia, entre os expositores do Cinema Beltrade de Milão e do Cinema Akil de Dubai.

As imagens incluem um tour visual pela icônica exibição de 1960 de pôsteres de filmes do Museu de Arte Moderna; um ensaio fotográfico sobre a beleza material de projetores e celuloide de um projecionista de Nova York; imagens estáticas do mais recente trabalho de Daïchi Saïto em celuloide, earthearthearth, junto com uma resposta do poeta Cole Swensen; e fotografias escolhidas a dedo para a revista pelo artista Hiroshi Sugimoto de sua célebre série em andamento Theaters.

Outros destaques editoriais incluem trechos do livro clássico esgotado Seeing in the Dark: a Compendium of Cinemagoing, escritos e selecionados de Yasujuro Ozu, traduzidos em Inglês pela primeira vez; música manuscrita por Nino Rota de sua partitura para 8 1/2 de Fellini, combinada com uma apreciação do trabalho de Rota por Atom Egoyan. Entre as instituições que colaboraram com essa edição, estão o Museu George Eastman, a Biblioteca BFI e a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

“Em um cenário de publicações limitadas e decrescentes sobre filmes, estamos novamente mostrando nosso compromisso com o vibrante mundo físico da produção, das idas ao cinema e da cultura cinematográfica com essa bela nova revista. A edição zero é intitulada ‘For the Cinema to Come’, e aponta para o futuro empolgante deste novo espaço editorial, em uma nova mídia, que esperamos que enriqueça as experiências cinematográficas do público”, afirma o editor de NOTEBOOK, Daniel Kasman.

Nenhum comentário:

‘EDUARDO E MÔNICA’ estreia nos cinemas brasileiros no dia 6 de janeiro

  Inspirado nos populares personagens criados por Renato Russo na canção ‘Eduardo e Mônica’, o longa-metragem homônimo estreia nas telonas d...