Com curadoria do CineSesc, a série Cinema #EmCasaComSesc recebe a partir de quinta-feira, 2/9, o premiado “Dois Dias, Uma Noite”, dos irmãos Dardenne, protagonizado por Marion Cotillard, indicada ao Oscar de Melhor Atriz pelo filme; o drama afegão “O Orfanato”, da cineasta Shahrbanoo Sadat, e o documentário brasileiro “Deixa na Régua”, de Emílio Domingos.

De 2/9 a 8/9, a plataforma Sesc Digital recebe o Festival de Cinema LGBTI+, com longas e curtas-metragens de diversos países, inéditos nos cinemas brasileiros, que promovem visibilidade para questões ligadas à pauta LGBTQIA+ 

Na sexta, 3/9, o premiado documentário “Caos”, de Sara Fattahi estreia na programação da 16ª Mostra Mundo Árabe de Cinema 

 

Dois Dias, Uma Noite (2014) 

A série Cinema #EmCasaComSesc recebe, a partir desta quinta-feira, 2/9, o premiado filme “Dois Dias, Uma Noite”, dirigido e produzido pelos irmãos Jean-Pierre e Luc Dardenne. O longa acompanha Sandra, uma trabalhadora da indústria que tem apenas um fim de semana para visitar os colegas de trabalho e convencê-los a abrir mão do bônus para que ela continue no emprego. Filmado inteiramente na Bélgica, “Dois Dias, Uma Noite” é protagonizado pela atriz francesa Marion Cotillard, que recebeu uma indicação ao Oscar por sua interpretação. A produção concorreu à Palma de Ouro no Festival de Cannes em 2015. 

Exibido na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes, “O Orfanato”, conta a história de um adolescente, fã dos filmes de Bollywood e que vai viver em um orfanato em Cabul, durante os anos 80. A diretora afegã Shahrbanoo Sadat se inspirou nos diários de um de seus amigos para contar essa história que coloca as questões humanas em primeiro plano, enquanto retrata a guerra em segundo plano. Após momentos dramáticos, o herói se imagina vivenciando uma cena cantada de um filme de Bollywood e assim acompanhamos o amadurecimento de um jovem ao mesmo tempo que testemunhamos momentos da história do Afeganistão. 

Filmado em comunidades da Vila da Penha, Piabetá e Morro da Caixa D'água (Quintino), o documentário brasileiro “Deixa na Régua”, de Emílio Domingos, fala de estética e sociabilidade ao retratar com leveza o dia a dia movimentado das barbearias da zona norte do Rio de Janeiro a partir de depoimentos dos jovens que as frequentam. 

De 2 a 8 de setembro de 2021, a plataforma Sesc Digital recebe o 6º Festival Internacional de Cinema LGBTI+, com exibição gratuita de 20 filmes de 16 países diferentes, cuidadosamente selecionados para dar visibilidade e promover a pauta LGBTQIA+ através do cinema. O evento tem a correalização da Delegação da União Europeia e do Sesc São Paulo, e o catálogo com a programação completa dos filmes pode ser acessada através do site sescsp.org.br/cinemalgbti.

Na programação estão títulos premiados como, por exemplo, “Pequena Garota”, de Sébastien Lifshitz. Eleito Melhor Documentário Francês pelo Sindicato de Críticos de Cinema da França e indicado ao prêmio de Melhor Documentário, no Festival de Berlim, o filme acompanha a pequena Sasha, de 7 anos, que sempre soube que era uma garota, embora tenha nascido menino. Com o apoio da família, ela luta para fazer com que sua diferença seja compreendida e aceita. Vencedor do Festival Internacional de Cinema de Roterdã, o drama dinamarquês “Uma Família Perfeitamente Normal”, de Malou Reymann, traz o olhar da jovem Emma que descobre que seu pai, Thomas, é transgênero. À medida que Thomas se torna Agnete, pai e filha lutam para manter o que possuíam, ao mesmo tempo que aceitam que tudo mudou. Selecionado para a Mostra Generation 14plus e indicado ao Teddy de Melhor Filme no Festival de Berlim, o longa alemão “Cocoon”, da diretora Leonie Kippendorf, retrata as primeiras experiências amorosas de Nora, uma tímida garota de 14 anos que vive em Berlim, rodeada por uma diversidade de pessoas de culturas variadas.

Verifique as datas e informações sobre os filmes, pois alguns títulos possuem limite de visualização.

O 6º Festival Internacional de Cinema LGBTI+ é coordenado pelas Embaixadas da Bélgica, Luxemburgo, Reino Unido e Suécia e produzido pelas embaixadas da Alemanha, Austrália, Áustria, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, França, Irlanda, Itália, Países Baixos e Suíça assim como pelo British Council e pelo Wallonie – Bruxelles International no Brasil, em correalização da Delegação da União Europeia no Brasil e do Sesc São Paulo. Conta também com o apoio do Festival Curta Brasília e da UNAIDS.

Na sexta, 3/9, a programação da 16ª Mostra Mundo Árabe de Cinema recebe o documentário “Caos”, da diretora Sara Fattahi, que acompanha três mulheres sírias lutando com seu isolamento interno e externo. O longa fica disponível na plataforma durante 7 dias. 

### CINEMA #EMCASACOMSESC ###

sescsp.org.br/cinemaemcasa

ESTREIA 2/9

Nenhum comentário:

Programação da Semana - Cine Passeio (23 a 29 de setembro)

  ESTREIAS EXCLUSIVAS chegam ao #CinePasseio a partir desta quinta (23)!  O grande destaque desta semana é a estreia de mais um filme de D...