É TUDO VERDADE DIVULGA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DE SUA 26ª EDIÇÃO

 




 

 

 

 

 

 

O É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários, divulga sua programação completa de sua 26ª edição, que acontece de 08 a 18 de abril. Devido à emergência sanitária decorrente da epidemia da Covid-19, o festival será on-line e gratuito, com acesso da programação para todo o território nacional.

 

A seleção do É Tudo Verdade 2021 conta com 69 títulos de 23 países. A programação em streaming de filmes, master classes e debates, estará distribuída pelas plataformas É Tudo Verdade/Looke, Sesc Digital e Spcine Play; no site do Itaú Cultural, no canal do YouTube do Sesc 24 de Maio; no site do É Tudo Verdade;e na TV, no Canal Brasil.

 

Os filmes vencedores dos prêmios dos júris nas Competições Brasileiras e Internacionais de Longas/ Médias-Metragens e de curtas-metragens estarão automaticamente classificados para apreciação à disputa pelo Oscar® do ano que vem. A cerimônia de premiação acontecerá às 17h do dia 18 de abril, no YouTube do É Tudo Verdade.

 

A 26ª edição do É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários conta com patrocínio do ITAÚ, parceria do Sesc São Paulo  e com o apoio cultural da SPCINE, ITAÚ CULTURAL e CANAL BRASIL. Realização: Secretaria Municipal de Cultura da Cidade de São Paulo e Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo do Governo Federal.

 

Veja a programação completa:

 

SESSÃO DE ABERTURA – 8 de abril


É Tudo Verdade/ Looke
08/04 – 21h
Limite de 2000 visionamentos


Aclamado por público e crítica, o vencedor do prêmio de Melhor Documentário no Festival de Sundance 2021, Fuga (Flee)(2021), dirigido por Jonas Poher Rasmussen, será o filme de abertura da 26ª edição do É Tudo Verdade, em 08 de abril.

Fuga (Flee)
Direção: Jonas Poher Rasmussen. Dinamarca/ França/ Suécia/ Noruega. 90 min.
Idiomas: inglês, dinamarquês, russo, dari, sueco. Classificação indicativa: 13 anos.


Sinopse: Amin Nawabi (pseudônimo), um intelectual altamente graduado de 36 anos, luta com um segredo doloroso que manteve escondido por vinte anos e que ameaça desestabilizar a vida que construiu para si e para o futuro marido. Recontada pelo diretor Jonas Poher Rasmussen, seu amigo próximo, a história extraordinária da viagem feita por Amin na infância, como refugiado afegão, vem à luz pela primeira vez. História de autodescoberta, a animação mostra que só quem confronta o passado pode criar um futuro, e só quem para de fugir de si mesmo descobre o verdadeiro significado de ter um lar.

 

 

 

SESSÃO DE ENCERRAMENTO - 18 de abril

É Tudo Verdade/ Looke
18/04 – 19h
Limite de 2000 visionamentos


Exibido na mostra Panorama, do Festival de Berlim 2021, o longa-metragem brasileiro A Última Floresta, dirigido por Luiz Bolognesi, encerra o festival. Seu longa-metragem Ex-Pajé foi um dos destaques da competição brasileira da 23ª edição do festival, vencendo o Prêmio ABRACCINE.

A Última Floresta (A Última Floresta)
Direção: Luiz Bolognesi. Brasil. 74 min.
Idioma: Yanomami. Classificação indicativa: 14 anos.

Sinopse: Em uma tribo Yanomami isolada na Amazônia, o xamã Davi Kopenawa Yanomami tenta manter vivos os espíritos da floresta e as tradições, enquanto a chegada de garimpeiros traz morte e doenças para a comunidade. Os jovens ficam encantados com os bens trazidos pelos brancos; e Ehuana, que vê seu marido desaparecer, tenta entender o que aconteceu em seus sonhos.


 


FILMES EM COMPETIÇÃO
LONGAS E MÉDIAS-METRAGENS BRASILEIROS

 

Sete longas-metragens brasileiros em competição serão exibidos online ao público da 26ª edição do É Tudo Verdade, em sessões diárias.  

 

Os Longas Brasileiros em Competição têm duas sessões: estreia às 21h e reprise às 15h do dia seguinte, com limite de 2000 visionamentos – com exceção para Alvorada, com 1000 visionamentos. Os filmes abrem no horário e têm uma hora de tolerância para o início da sessão – ou até o limite de visionamentos.

 

Os links das exibições estarão disponíveis no website: www.etudoverdade.com.br.

 

No dia seguinte de cada estreia em streaming, os diretores dos longas-metragens brasileiros participam de um debate virtual, na plataforma on-line do festival, sempre às 17h.

 

São eles:

 

Alvorada
Direção: Anna Muylaert e Lo Politi. Brasil. 90 min.
Idioma: português. Classificação indicativa: livre


É Tudo Verdade/ Looke
13/4 – 21h
14/4 – 15h
14/4 - Debate


Sinopse: Na intimidade do Palácio da Alvorada, o cotidiano da presidente Dilma Rousseff, primeira e única mulher a governar o Brasil, durante o desenrolar dramático do impeachment que a tirou do poder. Rodado entre julho e setembro de 2016, o filme testemunha a tensão e a perplexidade que escalavam no círculo da presidente, em reuniões, telefonemas intermináveis e sussurros ouvidos da cozinha à guarda do palácio de Oscar Niemeyer. Ao mesmo tempo, revela uma personalidade surpreendente nas conversas informais em que Dilma fala de política, história, literatura – e de si própria. Estreia brasileira.



Os Arrependidos
Direção: Ricardo Calil, Armando Antenore. Brasil. 74 min.
Idioma: português. Classificação indicativa: livre

É Tudo Verdade/ Looke
15/4 – 21h
16/4 – 15h
16/4 - Debate

Sinopse:
Em 1970, auge da repressão pela ditadura militar, cinco guerrilheiros presos vieram a público renegar a luta armada e elogiar o regime. Com a repercussão das declarações, o governo resolveu transformar as retratações em prática de Estado. Passou a torturar opositores para que fizessem o mea-culpa. Até 1975, cerca de quarenta presos participaram dos “arrependimentos”, como ficaram conhecidos. Os Arrependidos reconta a história pouco lembrada de ex-militantes que, muito jovens, largaram tudo para arriscar a vida por uma causa, foram presos e torturados, e viraram arma de propaganda de seus inimigos. Estreia mundial.



Dois Tempos
Direção: Pablo Francischelli. Brasil. 93 min.
Idioma: português. Classificação indicativa: livre

É Tudo Verdade/ Looke
12/4 – 21h
13/4 – 15h
13/4 - Debate

Sinopse:
Trinta e cinco anos depois do primeiro encontro, que mudaria a vida de ambos, o violonista argentino Lucio Yanel e seu pupilo brasileiro Yamandu Costa se reencontram para refazer, em uma viagem, os caminhos que levaram Yanel originalmente ao interior do Rio Grande do Sul. A bordo de um motorhome, com seus violões e suas memórias, mestre e discípulo cruzam a fronteira do Brasil em direção a Corrientes, terra natal do argentino, refletindo sobre as transformações trazidas pela inexorável passagem do tempo. Estreia mundial.

 

 

Edna
Direção: Eryk Rocha. Brasil. 64 min.
Idioma: português. Classificação indicativa: 12 anos

É Tudo Verdade/ Looke
16/4 – 21h
17/4 – 15h
17/4 – Debate

Sinopse:
À beira da rodovia Transbrasiliana, Edna vive em uma terra em ruínas, construída sobre massacres. Criada apenas pela mãe, ela experimenta, no corpo e nos corpos de seus descendentes, as marcas de uma guerra que nunca acabou: a guerra pela terra. Tecida a partir dos relatos e escritos de Edna no caderno que ela intitulou A história de minha vida, a narrativa híbrida transita entre real e imaginário, por guerrilhas, desaparecimentos e desmatamentos, mas também pela força de mulheres, rios e matas que insistem em sobreviver. Estreia brasileira.

 


Máquina do Desejo - Os 60 Anos do Teatro Oficina
Direção: Lucas Weglinski e Joaquim Castro. Brasil. 120 min.
Idioma: português. Classificação indicativa: 16 anos

É Tudo Verdade/ Looke
10/4 – 21h
11/4 – 15h
11/4 – Debate

Sinopse:
Em seis décadas, o Teatro Oficina fez mais que revolucionar a linguagem teatral no país: a influência estética da companhia de José Celso Martinez Corrêa estende-se do Tropicalismo à renovação das linguagens audiovisuais brasileiras a partir dos anos 1960. O filme revisita uma história que envolve personalidades como Caetano Veloso, Glauber Rocha, Lina Bo Bardi, Chico Buarque e Zé do Caixão, aproxima arte cênica, ecologia, arquitetura e sexualidade, e mistura arte e vida na busca de uma linguagem verdadeiramente brasileira. Estreia mundial.



Paulo César Pinheiro - Letra e Alma
Direção: Cleisson Vidal e Andrea Prates. Brasil, 85 min.
Idioma: português. Classificação indicativa: livre

É Tudo Verdade/ Looke
11/4 – 21h
12/4 – 15h
12/4 – Debate

Sinopse:
Compositor prolífico e um dos letristas mais celebrados da música brasileira, Paulo César Pinheiro é autor de Canto das três raças e O poder da criação, entre outros clássicos do samba, do samba-enredo e da canção. Parceiro de Baden Powell, Tom Jobim e Edu Lobo, foi gravado por Elis Regina, Clara Nunes e Maria Bethânia. Aqui, sentado em seu sofá, ele reflete sobre a natureza humana e conduz uma viagem que evoca e envolve grandes nomes da MPB. Estreia mundial.

 


Zimba

Direção: Joel Pizzini. Brasil. 78 min.
Idiomas: português, polonês. Classificação indicativa: livre

É Tudo Verdade/ Looke
14/4 – 21h
15/4 – 15h
15/4 – Debate

Sinopse:
A trajetória e o imaginário artístico do ator e diretor Zbigniew Ziembinski (1908-1978), precursor do teatro moderno na América Latina e mestre de gerações de atores brasileiros. A montagem polifônica parte de um vasto material inédito, que cobre meio século de performances, teleteatros e entrevistas de Zimba, como era conhecido – antes e depois de fugir da Polônia, às vésperas da invasão de Varsóvia –, e recria fragmentos de Vestido de noiva, peça de Nelson Rodrigues que ganhou do diretor polonês-brasileiro montagem revolucionária em 1943. Estreia mundial.

 

 

FILMES EM COMPETIÇÃO
LONGAS E MÉDIAS-METRAGENS INTERNACIONAIS


Doze longas-metragens internacionais em competição serão exibidos online ao público da 26ª edição do É Tudo Verdade, em sessões diárias.

 

Os Longas Internacionais em Competição ficam disponíveis por 24 horas ou até alcançar o limite de 2000 visionamentos – com exceção para MLK/ FBI; Glória à Rainha; Gorbachev.Céu e 9 Dias em Raqqa, com limite de 1000 visionamentos. Caso não alcancem o limite, retornam no dia seguinte às 12h00 e ficam até as 22h ou o limite de visionamentos estabelecido.


9 Dias em Raqqa (9 Jours A Raqqa/ 9 Days in Raqqa)
Direção: Xavier de Lauzanne. França. 88 min.
Idiomas: árabe, inglês, francês, curdo. Classificação indicativa: 13 anos.

É Tudo Verdade/ Looke
12/4 – 19h

Sinopse:
Leila Mustapha é curda e síria. Raqqa é sua batalha: a capital original do Estado Islâmico, com 300 mil habitantes, foi reduzida a um campo de ruínas pela guerra. Treinada como engenheira, prefeita aos trinta anos, imersa em um mundo masculino, sua missão é reconstruir a cidade, promover a reconciliação e estabelecer a democracia. Uma missão extraordinária. Uma escritora francesa cruza o Iraque e a Síria para conhecê-la. Nessa cidade perigosa, tem nove dias para conviver com Leila e poder contar sua história em um livro.



Eu e o Líder da Seita (Aganai/ Me and the Cult Leader - A Modern Report   on the Banality of Evil)
Direção: Atsushi Sakahara. Japão. 114 min.
Idioma: japonês. Classificação indicativa: livre.

É Tudo Verdade/ Looke
09/4 – 19h

Sinopse:
Em 1995, a seita apocalíptica Aum Shinrikyo, de Tóquio, cometeu o maior ato terrorista da história do Japão, matando treze pessoas e ferindo 6 mil em um ataque com gás sarin em três trens de metrô lotados da cidade. Atsushi Sakahara estava em um dos trens e sofreu danos permanentes em seu sistema nervoso por causa do ataque. Vinte anos depois, ele resolveu confrontar a seita. Depois de um ano negociando os termos do encontro, conhece e viaja com Araki, atual líder do grupo, e os dois têm uma longa conversa sobre liberdade religiosa, terrorismo e o dano causado pela Aum. 

Glória à Rainha (Glory to the Queen)
Direção: Tatia Skhirtladze. Áustria/ Geórgia/ Sérvia. 82 min.
Idiomas: alemão, georgiano, sérvio, russo. Classificação indicativa: 14 anos.

É Tudo Verdade/ Looke
09/4 – 17h

Sinopse:
Durante a Guerra Fria, quatro enxadristas lendárias da Geórgia revolucionaram o xadrez feminino no mundo inteiro. Nona Gaprindashvili, Nana Alexandria, Maia Chiburdanidze e Nana Ioseliani tornaram-se símbolos soviéticos da emancipação feminina. O filme explora a biografia entrecruzada das quatro mulheres, revisita seu legado e lança um olhar raro à vida que levam hoje. Materiais raros de arquivos soviéticos expandem a narrativa, revelando um lado inesperado da propaganda soviética.



Gorbachev.Céu (Gorbachev.Heaven)
Direção: Vitaly Mansky. Letônia/ República Tcheca. 100 min.
Idioma: russo. Classificação indicativa: livre.

É Tudo Verdade/ Looke
11/4 – 19h

Sinopse:
Um balanço da vida de um homem que mudou o mundo no século 20. Gorbachev foi o arquiteto da Glasnost e da Perestroika – políticas que deram aos soviéticos uma chance de liberdade – e derrubou o Muro de Berlim. Mas sua curta passagem pelo poder foi marcada, também, pelo colapso de seu império: a usina nuclear de Chernobyl explodiu e o acidente foi escamoteado; cidadãos bálticos que exigiam independência e manifestantes de Tbilisi foram mortos. Condenado por seu próprio povo, esse homem velho e solitário passa os dias finais de sua vida em uma casa vazia no subúrbio de Moscou.


História de um Olhar (Histoire d'un Regard/ Looking for Gilles Caron)
Direção: Mariana Otero. França. 93 min.
Idioma: francês. Classificação indicativa: 16 anos.

É Tudo Verdade/ Looke
17/4 – 19h

Sinopse:
Fotojornalista brilhante, Gilles Caron estava no auge da carreira quando desapareceu no Camboja, em 1970. Tinha apenas trinta anos. Construído como uma investigação, o filme busca, por meio de suas imagens icônicas e das brechas entre elas, resgatar a presença do fotógrafo e recontar a história de seu olhar e de como ele foi capaz de cobrir todos os principais conflitos de seu tempo em um período tão curto. Indicado ao César® 2021 de Melhor Documentário.


Leonie, Atriz e Espiã (Leonie, Actrice en Spionne/ Leonie, Actress and Spy)
Direção: Annette Apon. Holanda. 85 min.
Idioma: holandês. Classificação indicativa: 12 anos.

É Tudo Verdade/ Looke
18/4 – 15h

Sinopse:
O sonho de Leonie Brandt (1901-1978) era ser atriz. Depois de realizá-lo, ela assumiu o papel de sua vida: tornou-se espiã do serviço holandês de inteligência na Alemanha nazista. Depois da guerra, holandeses proeminentes passaram a temê-la, por causa do que ela sabia de suas ações durante a ocupação. O filme usa cenas de filmes antigos para recompor a cronologia aproximada de sua vida fabulosa. Envoltos em uma névoa de mistério, o “real” e o “fictício” de sua vida nem sempre são claros.


Mil Cortes (A Thousand Cuts)
Direção: Ramona S. Diaz. EUA. 98 min.
Idioma: inglês. Classificação indicativa: 12 anos.

É Tudo Verdade/ Looke
10/4 – 17h

Sinopse:
Não há nenhum outro cenário em que a erosão mundial da democracia, turbinada pelas mídias sociais e por campanhas de desinformação, seja mais dolorosamente evidente que no regime autoritário do presidente filipino Rodrigo Duterte. A jornalista Maria Ressa, que foi uma importante repórter investigativa da CNN no sudeste asiático, coloca as ferramentas da imprensa livre – e sua própria liberdade – em risco para defender a verdade e a democracia. O filme acompanha Maria enquanto o Rappler, site noticioso que ela criou, é ameaçado pelo governo por cobrir a guerra às drogas.


MLK/FBI (MLK/FBI)
Direção: Sam Pollard. EUA. 104 min.
Idioma: inglês. Classificação indicativa: 18 anos.

É Tudo Verdade/ Looke
15/4 – 19h

Sinopse:
Primeiro filme a revelar a extensão da vigilância e da intimidação do FBI ao reverendo Martin Luther King, baseia-se em arquivos descobertos e/ou tornados públicos recentemente, em uma diversidade de documentos obtidos por meio do Ato de Liberdade de Informação e em relevantes materiais audiovisuais restaurados. O documentário explora a história de perseguição a ativistas negros pelo governo norte-americano e o contraste entre J. Edgar Hoover e King, duas figuras icônicas e poderosas que, apesar de suas diferenças, viam-se ambas como guardiões do sonho americano. Um dos quinze semifinalistas ao Oscar® 2021 de Melhor Documentário.


Paraíso (Paradise)
Direção: Sérgio Tréfaut. Portugal/ Brasil/ França. 74 min.
Idioma: português. Classificação indicativa: livre.

É Tudo Verdade/ Looke
16/4 – 19h

Sinopse:
Pessoas idosas se reuniam todos os dias nos jardins românticos do Palácio do Catete, que foi a residência oficial dos presidentes do Brasil de 1867 a 1960. Ao cair do sol, eles conversavam sobre o sentido da vida e cantavam juntos canções de amor. O filme foi interrompido subitamente pela pandemia do coronavírus e transformou-se em um tributo a uma geração dizimada. Estreia mundial.

 

Presidente (President)
Direção: Camilla Nielsson. Dinamarca. 130 min.
Idiomas: xona, inglês. Classificação indicativa: 13 anos.

É Tudo Verdade/ Looke
14/4 – 19h

Sinopse:
Quando Robert Mugabe foi apeado do poder por seu próprio partido, depois de 38 anos de ditadura, os líderes militares do Zimbábue prometeram garantir a democracia com uma eleição presidencial. Derrotar o partido do presidente em exercício, a União Nacional Africana do  Zimbábue – Frente Patriótica (ZANU-PF), que controla o país desde a independência (1980), era a missão do jovem e carismático Nelson Chamisa, do Movimento pela Mudança Democrática. Depois de décadas de elites corruptas que usam de qualquer meio para se manter no poder, seria realmente possível uma eleição livre, justa e transparente?


Sob Total Controle (Totally Under Control)
Direção: Alex Gibney, Ophelia Harutyunyan, Suzanne Hillinger. EUA. 123 min.
Idioma: inglês. Classificação indicativa: 14 anos.

É Tudo Verdade/ Looke
10/4 – 19h

Sinopse:
Um exame aprofundado da forma como o governo Trump respondeu ao surto da Covid-19 nos primeiros meses da pandemia – também os últimos antes da eleição presidencial no país, em outubro de 2020. Uma investigação a quente de uma história que ainda está sendo escrita: no arco de tempo coberto pelo filme, 7 milhões de americanos haviam contraído o vírus. Desde então, o número de infecções no país subiu para 29 milhões.


Vicenta (Vicenta)
Direção: Dario Doria. Argentina. 69 min.
Idioma: espanhol. Classificação indicativa: 13 anos

É Tudo Verdade/ Looke
13/4 – 19h

Sinopse:
Vicenta vive em uma casa de madeira e zinco nos subúrbios profundos de Buenos Aires. Ela é pobre, analfabeta e, apesar de ter tudo a perder, dá início a uma guerra contra o Estado argentino para conseguir aquilo que considerava justo: a interrupção legal da gravidez de sua filha.

 

 

FILMES EM COMPETIÇÃO
CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS

 

Nove curtas-metragens brasileiros em competição serão exibidos online ao público da 26ª edição do É Tudo Verdade, em sessões diárias.  Os Curtas-Metragens Brasileiros começam em seus horários e ficam disponíveis,para início da sessão, até as 22h.

 

É Tudo Verdade/ Looke
Programa de Curtas Brasileiros 1:
10/4, às 13h
Yãokwa: Imagem e Memória (Rita Carelli e Vincent Carelli), Ser feliz no vão  (Lucas Rossi), Review (Tyrell Spencer), Cartas de Brasília (Larissa Leite).

É Tudo Verdade/ Looke
Programa de Curtas Brasileiros 2:
11/4, às 13h
A Vida que eu Sonhava Ter (Eliane Scardovelli Pereira), João por Inez (Bebeto Abrantes), Coleção Preciosa (Rayssa Coelho e Filipe Gama), O Karaokê de Isadora (Thiago Mendonça), Sem título #7 Rara (Carlos Adriano).



Cartas de Brasília
Direção: Larissa Leite. Brasil. 18 min.
Idioma: português. Classificação indicativa: 14 anos.

Sinopse:
Relendo cartas escritas a partir dos anos 1970, quando chegou a Brasília, o maranhense Eliézer Alcântara Lima, pai da cineasta, reencontra sonhos juvenis alimentados pela Capital da Esperança. No presente, percorre a cidade a partir da memória afetiva guardada nas letras do passado. Um olhar pessoal para a história das inúmeras famílias que escolheram Brasília como horizonte possível.

Coleção Preciosa
Direção: Rayssa Fernandes Coelho, Filipe Gama. Brasil. 15 min.
Idioma: português. Classificação indicativa: 14 anos.

Sinopse:
Vivendo na cidade baiana de Vitória da Conquista, o técnico em refrigeração Ferdinand WilliFlick dedicou mais de cinco décadas a cultivar sua grande paixão: o cinema. A relação entre Flick e a sétima arte resultou em uma impressionante coleção de itens de cinema, que ele chama de Coleção Preciosa.

João por Inez
Direção: Bebeto Abrantes. Brasil. 9 min.
Idioma: português. Classificação indicativa: 14 anos.

Sinopse:
Inez Cabral retrata o pai, João Cabral de Melo Neto, no ano do centenário de nascimento do “poeta da precisão”. Renovador da linguagem poética brasileira, o autor de Cão sem plumas foi diplomata e embaixador do Brasil na Europa e na África, mantendo-se profundamente ligado a seu Recife natal.

O Karaokê de Isadora
Direção: Thiago B. Mendonça. Brasil. 6 min.

Idioma: português. Classificação indicativa: 14 anos.

 


Nenhum comentário:

Público poderá conferir PROIBIDO NASCER NO PARAÍSO na Globoplay e Canal GNT

Filme dirigido por Joana Nin traz à tona uma questão polêmica da ilha Estreia na Globoplay em 1º de maio, e no GNT dia 5 de maio,...