Cine Passeio comemora dois anos com programação especial

 

Podem ir preparando a pipoca. Considerado um dos 20 cinemas mais legais do mundo pela revista segmentada Exibidor, o Cine Passeio completa dois anos de inauguração com atrações imperdíveis nas salas de exibição virtual Cine Vitória e também no Cine Plaza. Serão seis filmes em cada ambiente a partir desta quinta-feira (25/3). Cada título poderá ser visto a partir desta quinta (25/3) até dia 31 no site www.cinepasseio.org, onde também estão os preços.

A sala virtual Cine Vitória terá quatro documentários. Volta à grade de programação o recordista de inscrições e visualizações Marumbi, a montanha por dentro (do brasileiro Matias Dala Stella). Com ele, também serão exibidos Me chamo Samuel (do queniano Pete Murimi); Vida de Artista (do brasileiro João Batista de Andrade) e Conversas do Maranhão (de Andrea Tonacci). A sala virtual traz ainda os argentinos Cuando ella saltó, drama dirigido por Sabrina Farji, e Caño dorado, suspense de Eduardo Pinto.

Na Cine Plaza, o público poderá ver uma estreia virtual. É o inglês Prisioneiro espacial, suspense de ficção de Luke Armstrong. Outras opções são os franceses A poucos passos de Paris (comédia de Virginie Verrier) e Um amor proibido: escute o som do seu coração (de Arnold de Parscau), Nona: se me molham eu os queimo (drama chileno de Camila José Donoso), Mambo man (drama anglo-cubano de Edesio Alejandro e Mo Fini) e o norte-americano O muro (drama de Genevieve Anderson).

 

Debates de sábado

A trajetória e as perspectivas para o Cine Passeio serão o assunto da mesa-redonda que acontecerá neste sábado (27/3), a partir das 10h30. Para debater o tema, foram convidados três frequentadores assíduos da programação do Cine Passeio: a produtora e diretora Téia Werner, o desenhista industrial Francisco Nascimento e a produtora cultural e colunista de gastronomia Bárbara Magalhães Browne. A atividade vai até as 12h30.

À tarde haverá outro debate. Em meio às novas tecnologias de acesso aos filmes e à crise sanitária que agora afasta o público das salas físicas dos cinemas, qual será o seu futuro? Para responder à pergunta, Marcos Jorge e Marden Machado convidaram o gerente de produções local dos estúdios Disney, Bruno Bluwol; o fundador da Expocine e editor da revista Exibidor, Marcelo Lima; e a diretora e produtora Cláudia da Natividade. A conversa será neste sábado (27/3), das 17h30 às 19h30.

 

Na segunda, a volta dos podcasts

Idealizado para o formato virtual de programação inaugurado na pandemia, os podcasts voltam ao cartaz nesta segunda-feira (29/3). O convidado para abrir a segunda temporada da atração é Alessandro Larocca – o homem por trás do som de alguns dos mais importantes filmes brasileiros. Ele é supervisor de edição de som sound designer, mixador e responsável pela direção técnica e artística da 1927 Áudio, de Curitiba.

 

Os interessados em ouvir o bate-papo de Larocca com os curadores do Cine Passeio, Marcos Jorge e Marden Machado, poderão fazê-lo pelo Spotify e pelo Deezer do espaço (www.cinepasseio.org/podcasts).

 

Sucesso mesmo na pandemia

Desde que o Cine Passeio abriu as portas, em 27 de março de 2019, 99.031 pessoas assistiram a 507 filmes exibidos em 3.127 sessões de filmes de diferentes gêneros e países e destinados a públicos diversos. Os números se referem às charmosas salas físicas Cine Luz e Cine Ritz e também aos contabilizados na segurança do sofá da casa dos espectadores.

Até o início das restrições resultantes da pandemia do novo coronavírus, o espaço cultural exibiu 260 filmes em 2.699 sessões presenciais que atraíram 89.964 pessoas de todas as idades. Com as portas fechadas pouco antes de completar seu primeiro ano de funcionamento, o Cine Passeio concebeu um variado cardápio de atrações virtuais que reuniram 9.067 pessoas em torno de 428 sessões de 247 filmes, entre atrações grátis e pagas.

 

Programação diversificada

Fizeram parte da programação 27 lançamentos, mostras e festivais presenciais que atraíram 7.335 pessoas, além de 17 virtuais. Destes, 15 (cerca de 90%) foram realizados por meio de plataformas externas, o que não permite a aferição de público.

Entre os destaques exibidos nas salas do Cine Passeio estiveram os festivais Glauber Rocha 80 anos e Ingmar Bergman 100 anos, além do pré-lançamento nacional de Cemitério Maldito. Como atrações virtuais, destacaram-se as mostras Varilux, Babenco e o 13º Festival de Cinema da Lapa.

Workshops, palestras, bate-papos e podcasts que fazem parte da programação do mais novo cinema de rua de Curitiba também caíram no gosto do público que cultua a chamada sétima arte. Em quase 1 anos de atividades presenciais, foram 20 eventos com 860 participantes.

Já em sua configuração virtual, com o público em casa, o Cine Passeio ofereceu 47 atividades e atraiu 2.877 participantes. A novidade ficou por conta dos podcasts. Em 16 edições, foram registradas 1.101 participações.

Todos esses projetos terão continuidade durante o 1º semestre de 2021. Dessa forma - independente do formato, presencial ou virtual - o Cine Passeio segue as diretrizes estabelecidas pela Fundação Cultural de Curitiba com a missão de apresentar o melhor do cinema para um público apaixonado por audiovisual.

 

Serviço: dois anos de Cine Passeio

Programação especial de 25 a 31 de março. Filmes, debates, podcasts

Confira em www.cinepasseio.org e www.cinepasseio.org/podcasts

Nenhum comentário:

Vem aí a Comemoração do Ano: A Semana de Aniversário do Homem-Aranha

Vem aí a Semana de Aniversário do Homem-Aranha. Os oito filmes da franquia Homem-Aranha estão disponíveis para aluguel e compra nas platafor...