Dia do folclore: precisamos consumir o que é nosso

Por Daniel Bydlowski 

Todos os anos, no dia 22 de agosto, as escolas comemoram o Dia do Folclore. Mas será que conhecemos ou mesmo consumimos filmes que contam essas histórias?

A data foi oficializada em agosto de 1965 como ensino de importância fundamental para a formação cultural do país, com direito à campanha do Ministério da Educação para os cursos primário, médio e superior. Então, para ajudar a disseminar esse patrimônio tão brasileiro, vou elencar algumas produções cinematográficas que celebram a nossa cultura genuína. 

A Pequena Yara – inspirado na Pequena Sereia e produzido pela Disney, essa animação conta a história da lenda dos rios brasileiros de uma forma diferente do que é contada. Mas, assim, como muitos de nossos personagens folclóricos a moral da história vem com a mesma finalidade, falar sobre coragem e proteção do meio ambiente.

Ele, o Boto – este longa conta a famosa história do Boto Cor de Rosa, lenda amazônica, do animal que se transforma em humano para seduzir mulheres. A sua maior conquista é a filha de um pescador, que tem um filho com o Boto. Mesmo após seu casamento, ele não desiste de tê-la, provocando a ira de seu marido que quer mata-lo a qualquer custo.

Procurando Saci – inspirado em Procurando o Nemo, esse filme faz uma releitura do famoso Pererê, de um caçador de Saci e seu filho que guarda a herança de histórias contadas pelo seu pai de suas aventuras quando caçava. A partir de seu primeiro encontro com o Saci começa uma linda amizade em busca de salvar os familiares da lenda.

Curtas – esses são os que mais representam a nossa cultura a partir do olhar do brasileiro. É uma longa lista, mas os que gostaria de citar são: A Menina, o Espantalho e o Curupira; O Beijo da Bruxa; a série Eu Juro Que Vi; em busca do Unhodo; Boi Fantasma; Caretas do Cariri; finado Gregório: Mártir Milagreiro; Caçadores de Saci; Folclore Brasileiro, entre outros. 

Mergulhe nessas lendas! O mundo está de olho em nós. É bastante importante vermos nossa cultura representada pelo mundo afora, afinal temos muitas histórias brilhantes!

Sobre: O cineasta brasileiro Daniel Bydlowski é membro do Directors Guild of America e artista de realidade virtual. Faz parte do júri de festivais internacionais de cinema e pesquisa temas relacionados às novas tecnologias de mídia, como a realidade virtual e o future do cinema. Daniel também tenta conscientizar as pessoas com questões sociais ligadas à saúde, educação e bullying nas escolas. É mestre pela University of Southern California (USC), considerada a melhor faculdade de cinema dos Estados Unidos. Atualmente, cursa doutorado na University of California, em Santa Barbara, nos Estados Unidos. Recentemente, seu filme Bullies foi premiado em NewPort Beach como melhor curta infantil, no Comic-Con recebeu 2 prêmios: melhor filme fantasia e prêmio especial do júri. O Ticket for Success, também do cineasta, foi selecionado no Animamundi e ganhou de melhor curta internacional pelo Moondance International Film Festival.


Nenhum comentário:

Programação da Semana - Cine Passeio (26 de novembro a 02 de dezembro)

  Grandes estreias nas salas físicas + seleção especial nas salas virtuais + programação de Natal = só no #CinePasseio!  ㅤ Estreiam nest...