Crítica Filme "Deslembro" - Rita Vaz



Chega aos cinemas o filme “Deslembro” que fala de um importante período da história do Brasil acontecido em um passado próximo.

Em 1979, foi anunciada a Lei da Anistia Política, que garantia, entre outros direitos, o retorno dos exilados ao nosso país, que entre 1961 e 1979, tinham sido considerados criminosos políticos pelo regime militar.

É a partir desse evento que conhecemos Julia, uma jovem adolescente que nasceu no Brasil, mas viveu toda a sua vida na França, com sua mãe, seus irmãos e seu padrasto, por conta do exílio político imposto a eles.

Mesmo contra sua vontade, ela volta ao Brasil, e passa a ter contato com uma parte da história de sua vida, que até então, ela não lembrava.

O pai de Julia foi um preso político, que sumiu durante a prisão e ninguém sabe o que aconteceu com ele. Na verdade, todos tem certeza de seu assassinato, mas não há corpo e não há provas para que a história tenha um fim.

Será através de conversas, fotografias, lugares, memórias e silêncios, que Julia acabará buscando dentro de si uma importante parte do seu passado.

Uma memória que ela não sabia que estava ali, mas que é extremamente importante para a confecção de sua identidade.

O longa dirigido pela diretora Flavia Castro é extremamente bem feito, é delicado e forte ao mesmo tempo, em se tratando de um assunto que remete a tantas pessoas que sofreram e sofrem pelos crimes cometidos à época.

O elenco está entrosado, trazendo mais verdade ainda para a trama. Os destaques vão para as atrizes Jeanne Boudier que fala muito bem o português e o francês, além de cantar e atuar otimamente; e para a atriz Eliane Geardini que faz a avó paterna de Julia, a pessoa que realmente dialoga com ela, fazendo assim, sua memória aflorar.

A direção de arte está impecável no longa, o figurino, os objetos de época, os programas de televisão, tudo, muito bem colocado, nos remetendo facilmente à época.

A trilha sonora é um caso à parte, trazendo canções que fazem parte da nossa história, até hoje.
O longa é cheio de ótimas referências, que vai fazer você sair do cinema e ir procurá-las, como, por exemplo, poemas de Fernando Pessoa.

“Deslembro” é um filme que deve ser visto por todas as pessoas, pois além de falar de um assunto difícil, de uma forma tranquila, consegue manter a atenção do espectador o tempo todo sem ser piegas.

Aliás, é muito bom lembrar dessa época conturbada, pois muita gente, hoje em dia, está se dedicando a fazer com que outros acreditem que ela não existiu.

“Deslembro” é um filme, no mínimo, necessário. Recomendo!

Título Original: Deslembro
Gênero: Drama
Duração: 1 hora e 36 minutos
Ano de Lançamento: 2019
Direção: Flavia Castro
Elenco: Jeanne Boudier, Eliane Giardini, Hugo Abranches, Márcio Vito, Arthur Vieira Raynaud, Sara Antunes, Jesuíta Barbos.


Nenhum comentário: