Crítica Filme "Uma Quase Dupla" - Rita Vaz



Chega aos cinemas “Uma Quase Dupla”, comédia/suspense nacional (muito mais comédia) que tem em seu casal de protagonistas, Tatá Werneck e Cauã Reymond seu maior trunfo.

Apesar de na história a dupla de policiais não ter nada em comum, a dupla de atores tem uma ótima química em cena, ela como uma policial durona e ele como um policial sensível.

Na trama conhecemos Keyla, uma policial que chegou diretamente do Rio de Janeiro à pequena e pacata cidade de Joinlândia, para comandar uma investigação de assassinato.

Ela é uma pessoa durona, que não gosta de ajuda, e fala de casos (feios) que resolveu na capital.
O delegado da cidade chama, o subdelegado Cláudio para acompanhar Keyla na investigação.

Cláudio é um menino do bem, é sensível, gosta de fazer as coisas conforme mandam as regras e
 sempre é cordial com as pessoas.

A princípio Keyla não gosta da ideia, mas vai perceber ao longo da história que a presença do subdelegado é vital em sua investigação, pois o modo como ela age na cidade grande, não funciona na cidade do interior.

As investigações se iniciam, muitas figuras de Joinlândia se mostram suspeitas, mas, tudo piora quando eles descobrem um novo cadáver, que revela que eles estão lidando com um astuto assassino em série.

O roteiro do filme é simples, mas ele é pontuado por uma série de piadas e cenas cômicas que o fazem diferente.

O diretor Marcus Baldini explora muito bem seu elenco, conseguindo ótimas atuações até de pequenas participações.

Cauã Reymond está ótimo no papel do ingênuo Cláudio, passando veracidade ao personagem, já Tatá Werneck faz bem sua personagem, mas comete alguns exageros desnecessários à história.

Pode até ser uma característica dela, mas as falas rápidas e incompreensíveis para mim, atrapalham ao invés de dar graça ao momento.

Mas, no resumo da ópera, o filme é engraçado, tira boas risadas da gente e cria uma expectativa em relação ao assassino em série.

E é interessante ver como a história mostra a mulher em uma posição de durona e o homem em uma posição de sensibilidade, e entrega um resultado óbvio, o de que nada muda por conta disso, mas é de extrema importância para que muitas pessoas percebam isso e passem a achar normal também. Um belo e necessário serviço social!

Título Original: Uma Quase Dupla
Gênero: Comédia
Tempo de Duração: 1 hora e 30 minutos 
Ano de Lançamento: 2018
Direção: Marcus Baldini
Elenco: Tatá Werneck, Cauã Reymond, Louise Cardoso, Ary França, Alejandro Claveaux, Daniel Furlan, Augusto Madeira, Luciana Paes.

Nenhum comentário: