Crítica Filme - Me Chame Pelo Seu Nome - Rita Vaz


“Me Chame Pelo Seu Nome” é um filme delicado, inteligente e muito bem feito.
Ele é delicado porque fala de um tema até há pouco considerado um tabu, ou melhor, ainda considerado, de uma forma suave, tranquila e romântica.
É inteligente porque mostra na tela uma história de amor com uma capacidade enorme de compreender o ato de amar, tanto no abstrato quanto no ato em si, utilizando a imaginação do espectador como ferramenta fílmica.
E é muito bem feito porque a direção de Luca Guadagnino se esmera na mise-én- scene, entregando uma obra que dá prazer em assistir.
Baseado no livro homônimo escrito por André Aciman, o filme nos conta a história de amor que acontece entre Elio e Oliver, em algum lugar do norte da Itália, em um verão de suas vidas da década de 1980.
Elio tem dezessete anos e é o filho único de pais intelectuais. Ele é uma pessoa sensível, fala várias línguas, é musicista e um leitor voraz.
O pai de Elio é especialista em cultura greco-romana e recebe em sua casa, todo verão, um estudante de fora, para ajuda-lo em suas pesquisas e para ter uma oportunidade maior de se aprofundar em suas próprias pesquisas.
Tudo corre calmamente bem até que o novo acadêmico Oliver, chega à casa.
Ele é um jovem bonito, inteligente, articulado e seguro de si.
Já no primeiro contato os dois se percebem, se repelem e se atraem, mas será aos poucos que Elio vai descobrir que está se apaixonando por Oliver e será aos poucos que Oliver conseguirá se entregar a essa paixão.
O mais interessante dessa história é que não existe nem uma trava moral que impeça que o relacionamento aconteça.
As travas mostradas na tela ficam no âmbito da imaturidade e do medo do desconhecido.
Os atores Armie Hammer e Timothée Chamalet estão ótimos em suas atuações, entregando personagens críveis e com uma química perfeita.
O filme tem também o seu tempo, que parece que nos leva para dentro da história, como se realmente presenciássemos aquela relação acontecendo.
“Me Chame Pelo Seu Nome” é um filme maduro, feito com esmero e profundamente tocante.

Título Original: Call Me By Your Name
Gênero: Drama/Romance
Duração: 2 horas e 13 minutos
Ano de Lançamento: 2018
Direção: Luca Guadagnino
Elenco: Armie Hammer, Timothée Chalamet, Michael Stuhlbarg, Amira Casar, Esther Garrel.


RITA VAZ

Nenhum comentário:

OS MELHORES ANOS DE UMA VIDA, DE CLAUDE LELOUCH, CHEGA AOS CINEMAS NO DIA 24 DE JUNHO

  OS MELHORES ANOS DE UMA VIDA,  dirigido por Claude Lelouch, estreia nos cinemas brasileiros no dia 24 de abril. O filme, que f...