Minha Opinião sobre o Filme "Divergente".




Depois de séries de grande sucesso como “Crepúsculo” e “Jogos Mortais” e de outras que não agradaram o público como “Dezesseis Luas”, chega ao cinema mais uma adaptação de uma série de livros, dessa vez escrita por Verônica Roth, que tenta ocupar o espaço deixado por seus predecessores, aí está “Divergente”.

Em busca do público adolescente que é grande e fiel, o diretor investe em uma história que retrata uma sociedade futurista onde as pessoas são divididas em facções.

Existem cinco facções e cada uma delas se dedica a um tipo de virtude, então temos a Abnegação, a Amizade, a Audácia, a Sinceridade e a Erudição.

Os grupos têm postura e comportamento diferentes e inclusive as roupas que usam mostram exatamente a que facção pertencem. 

Ao completar dezesseis anos, os jovens fazem um teste que determina quais são suas reais aptidões.
Normalmente eles ficam na facção de suas famílias, mas existe a possibilidade de o próprio jovem querer trocar de grupo.

É o que acontece com Beatrice que surpreende a todos e até a si mesma quando decide pela facção dos destemidos, escolhendo uma diferente da família, e tendo que abandonar o lar. 

Ela terá que provar que merece estar lá, disputando junto de seus companheiros um lugar ao sol.

Além disso, Tris, como passa a ser chamada no novo lar conhece Four, um jovem que conhece bem a facção, e a encanta em muitos sentidos.

Apesar das virtudes que sugerem as facções, muitas pessoas não estão contentes com o governo que as rege e algumas delas estão interessadas em tomar o poder, nem que seja a força.

Apesar dos muitos clichês, o filme, para o público certo fará um enorme sucesso.

Nenhum comentário:

TEL AVIV EM CHAMAS, estreia nos cinemas dia 29 de outubro de 2020 com distribuição da Pandora Filmes. Longa exibido na seleção oficial do Fe...