Crítica Filme "Operação Sombra: Jack Ryan"




O agente da CIA, Jack Ryan, o personagem mais famoso do escritor Tom Clancy, volta às telas depois de duas décadas, com a missão de conquistar novos fãs.

Foi em “Caçado ao Outubro Vermelho” de 1990, que ele apareceu pela primeira vez lutando contra a Guerra Fria.

Dessa vez a briga é outra, mas o inimigo é o mesmo.
Nos minutos iniciais do filme conhecemos um pouco da história (atualizada) de Jack.

Ele estudava em Londres, quando o World Trade Center sofreu o ataque terrorista, e foi a partir desse episódio que ele decidiu servir o seu país se alistando no exército norte-americano.

Jack participa da Guerra do Afeganistão e sofre um grave acidente na coluna. Durante sua recuperação, ele se apaixona pela doutora Cathy, e é correspondido.

Enquanto está se recuperando, recebe a visita de um membro da CIA que diz estar observando Jack há algum tempo e lhe oferece emprego.

Ele aceita o convite e passa a trabalhar às escondidas para a CIA.

Jack descobre um grande golpe orquestrado pela Rússia que visa o caos financeiro nos Estados Unidos. 

Ele precisará viajar até Moscou para salvar o mundo de um colapso.

Com uma história bem amarrada, muita ação e suspense, o filme vai agradar e muito aos fãs do gênero. Recomendo.

Nenhum comentário:

UNIDAS PELA ESPERANÇA tem estreia adiada nos cinemas brasileiros

Unidas Pela Esperança estrelado por Kristin Scott Thomas e Sharon Horgan, tem estreia adiada nos cinemas brasileiros. Filme dirigido por Pet...