Francisco Lombardi, diretor peruano, será homenageado no 20º Cine Ceará


Diretor, crítico, produtor de cinema e tv, o cineasta mais internacional e reconhecido do Peru, Francisco Lombardi nasceu em Tacna em 1949. Em 1968 foi para a Argentina estudar na Escola de Cinema de Santa Fé, fundada por Fernando Birri até sua intervenção pelo governo militar. Voltou a Lima para terminar seus estudos de direção cinematográfica, começando filmar seus primeiros curtas-metragens em 1974.

Em 1977 ele estreou na direção de longas-metragens com Muerte al amanecer, um duro manifesto contra a pena de morte, cujo sucesso comercial e crítico lhe permitiu assumir rapidamente seu segundo longa Cuentos Inmorales. A partir dai Lombardi dirigiu outros 15 longas-metragens. La ciudad y los perros foi o filme que o tornou conhecido no âmbito ibero americano e fez dele um dos principais diretores hispânicos da década. Este filme marcou duas das principais características do seu cinema: o apoio a obras literárias de tema contemporâneo e sua obsessão por denunciar a repressão e as agruras da vida militar.
Seu trabalho no cinema tem sido reconhecida em homenagens e retrospetivas em diversos fórunss internacionais, como nos festivais de Havana, Friburgo, Huesca, Trieste, entre outros. Em 2002 o Festival de Cine de Lima lhe outorgou o Spondylus, máximo galardão do evento, em homenagem e reconhecimento a sua carreira de cineasta. Em 2004 obteve o prêmio “Irene Diamond, Lifetime Achievent Award” que anualmente outorga Human Right Watchs “pelo seu extraordinário compromisso com o cinema de direitos humanos”. Também recebeu a Medalha de Ordem ao Mérito do Conselho Nacional de Cultura e Artes do Chile pela sua destacada contribuição ao cinema e cultura latino americanas.
Filmografia
Muerte al amanecer, 1977
Cuentos inmorales, 1978
Muerte de un magnate, 1980
Maruja en el infierno, 1983
La ciudad y los perros, 1985
La boca del lobo, 1988
Caídos del cielo, 1990
Sin compasión, 1994
Bajo la piel, 1996
No se lo digas a nadie, 1998
Pantaleón y las visitadoras, 1999
Tinta roja, 2000
Ojos que no ven, 2003
Mariposa negra, 2006
Un cuerpo desnudo, 2009
Ella, 2010

Nenhum comentário: